Badalona será a Capital da Cultura Catalã 2010 e Escaldes-Engordany (Andorra) a Capital da Cultura Catalã 2011


Badalona 08-10-2008. Apresentação da candidatura de Badalona à Capital da Cultura Catalã. Da esquerda à direita: Xavier Tudela, presidente da Organização Capital da Cultura Catalã; Jordi Serra, alcalde de Badalona, e o Regedor de Cultura e Patrimonio Cultural, Jaume Vives.
Escaldes-Engordany 14-10-2008. Apresentação da candidatura de Escaldes-Engordany à Capital da Cultura Catalã. Da esquerda à direita: Xavier Tudela, presidente da Organização Capital da Cultura Catalã; o Cônsul Maior (alcalde) de Escaldes-Engordany, Antoni Martí, i o Conselheiro (regedor) de Cultura do Comum de Escaldes-Engordany, Pere Moles.

A cidade de Badalona (Barcelonès), que com 217.000 habitantes é o terceiro município da Catalunha com maior população, foi eleita hoje como Capital da Cultura Catalã 2010.

Por outro lado, a paróquia de Escaldes-Engordany (Principado de Andorra) foi eleita também hoje como a Capital da Cultura Catalã 2011. A paróquia é a divisão territorial de Andorra. É governada pelo Comum, corporação pública com personalidade jurídica e potestade normativa local, que também pode apresentar projetos de lei ao Conselho Geral (Parlamento) de Andorra. Os seus membros se elegem a cada quatro anos e inlcuem um consul maior, um consul menor e diversos conselheiros comunais.

Badalona 2010 e Escaldes-Engordany 2011 serão a sétima e oitava Capital da Cultura Catalã depois de Banyoles 2004, Esparreguera 2005, Amposta 2006, Lleida 2007, Perpinyà 2008 e Figueres 2009.

O júri que elegeu Badalona 2010 e Escaldes-Engordany 2011 como capitais da cultura catalã foi constituído por Montserrat Casas, reitora da Universidade das Ilhas Baleares; Anna M. Geli, reitora da Universidade de Girona; Antoni Giró, reitor da Universidade Politécnica da Catalunha; Francesc Xavier Grau, reitor da Universidade Rovira i Virgili; Josep Joan Moreso, reitor da Universidade Pompeu Fabra; David Serrat, anterior reitor da Universitat de Vic; Francisco Toledo, reitor da Universidade Jaume I de Castelló; Xavier Tudela, presidente da Organização Capital da Cultura Catalã, e Joan Viñas, reitor da Universidade de Lleida.

O presidente da Organização Capital da Cultura Catalã, Xavier Tudela, declarou ao divulgar publicamente as novas capitais da cultura catalã que, “Badalona e Escaldes-Engordany representam duas realidades diferentes mas complementarias do nosso espaço linguistico e cultural. As suas capitalidades culturais servirão, sem dúvida, para fazer aportações muito positivas ao conejunto das óticas diversas. Por outro lado, as suas candidaturas obtiveram a qualificação máxima, reconhecimento, valorização e consenso”.

Por sua vez o alcalde de Badalona, Jordi Serra, expressou que “a Badalona de hoje é uma cidade de oportunidades e um espaço de convivencia cívica e de crescimento pessoal e comunitário. É por isso que o nosso governo aposta firmemente pela cultura como um elemento social integrador. A capitalidade cultural nos há de projetar como uma cidade dinamica e geradora de projetos dentro do contexto da cultura catalã”.

O regidor de Cultura e Patrimonio Cultural de Badalona, Jaume Vives, manifestou que “Badalona 2010 é um desafio muito importante. Temos que saber colocar de manifesto o que é a cultura catalã do século XXI no âmbito metropolitano.Tradição e modernidade serão as grandes linhas da nossa capitalidade da cultura catalã”.

No ano 2011, a Capital da Cultura Catalã chegará por primeira vez ao Pincipado de Andorra. O consul maior (alcalde) de Escaldes-Engordany, Antoni Martí, declarou que “Escaldes-Engordany será a Capital da Cultura Catalã de todo o Principado de Andorra, pois todas as paróquias do país e també do Governo Nacional deram o seu apoio e terão uma grande participação. O nosso lema para a capitalidade será “Andorra, fonte de diversidade”.

O Conselheiro (regedor) de Cultura do Comum de Escaldes-Engordany, Pere Moles, recordou que “a nível paroquial havia uma grande esperança de conseguir a capitalidade cultural. Estamos preparados para fazer aportações à cultura catalã desde o único Estado do mundo onde a língua catalã e a única oficial”.

Nas próximas semanas serão realizados em Badalona e em Escaldes-Engordany, os atos de assinatura oficial da sua respectiva designação como Capital da Cultura Catalã 2010 e 2011.

A Capital da Cultura Catalã está dirigida para todo o domínio linguístico e cultural catalão. Tem como objetivos os de contribuir para ampliar a difusão, o uso e o prestígio social da língua e cultura catalãs, incrementar a coesão cultural dos terrirórios de língua e cultura catalãs e promover e projetar o município designado como Capital da Cultura Catalã, tanto no interior como no exterior. O Parlamento da Catalunya deu o seu apoio à Capital da Cultura Catalã, por unanimidade de todos os grupos parlamentários, no ano 2004.

A Capital da Cultura Catalã é membro do Bureau Internacional de Capitais Culturais (www.ibocc.org), organismo que agrupa a Capital Americana da Cultura (www.cac-acc.org), a Capital Brasileira da Cultura (www.capitalbrasileiradacultura.org), a US Capital of Culture (www.culturalcapital.us) e outros projetos de criação de capitais culturais em preparação. Xavier Tudela é o presidente do Bureau Internacional de Capitais Culturais.


© Capital Americana de la Cultura 1998-2019